Tão Simples Que Chega a Ser Tolo

10:38:00

“O maior truque do demônio foi convencer o mundo de que ele nunca existiu.”

Um dos maiores obstáculos que nós enfrentamos como profissionais que lidam com temas de auto-ajuda é desfazer as crenças de que tudo é bobagem, nada disso funciona. Pessoas sérias não leem auto-ajuda… se você lê, você deve um tolo que acredita nessas bobagens e espera que elas o ajudem a mudar o que é imutável. Você é o que é, ninguém muda…

Esta crença, que está enraizada na memória coletiva da cultura ocidental, impede que muitas pessoas percebam que a solução para seus problemas está “um ponto de vista adiante”.

O livro “Pense e Enriqueça” de Napoleon Hill, bíblia de muitos milionários e empresários bem sucedidos é tida como piada por alguns - que provavelmente jamais leram o livro! “Pensar” e enriquecer? Que bobagem! Só fica rico quem trabalha duro mesmo!

Assim como ditado do demônio, de certa forma, o mundo se convenceu de que as reais razões que levam alguém ao sucesso são besteiras, e tentam subir na vida apoiando a escada na parede errada, como trabalhando duro ou mantendo uma esperança de que uma oportunidade um dia vai aparecer.

Acredito que hoje, boa parte do mundo ocidental já assistiu o filme O Segredo ou leu o livro. A ironia é que não vemos pessoas bem sucedidas pipocando a torto e à direita pois finalmente compreenderam o que é preciso para se dar bem na vida! Isso aliás, acaba se tornando mais um argumento daqueles que compraram a estória de que auto-ajuda é para tolos. Está vendo?! Toda essa gente viu O Segredo e ninguém mudou nada!

Em parte, as pessoas entram em contato com as ferramentas certas e não as usam porque elas também, insconscientemente, não acreditam que vai funcionar. A teoria exposta em O Segredo parece ser tão mágica, tão irreal, não parece?! Não é possível que seja assim tão simples, as pessoas pensam! Para a grande maioria se algo assim funcionasse de fato, isto quebraria todas as crenças, valores e paradigmas que as mantém “funcionando” em suas vidas cotidianas.

Ela concorda, acha a teoria “legal”, mas não acredita de fato que seu pensamento crie MESMO sua realidade. Ela tenta, ou finge que tenta… escreve num papel seus desejos e com aquele ar de dúvida fica esperando só pra ver se eles vão mesmo se realizar! Ela não percebe que é justamente esta postura de dúvida que está entre seus desejos e a realidade.

Mas como acreditar “com fé” em algo que realmente é muito duvidoso? Você não quer se passar por tolo, nem mesmo para você mesmo! Acreditar “com fé” que de fato seu desejo se transformará em realidade é coisa de criança, não é coisa de gente séria como você, não é mesmo?!

Você ignora tudo então e volta para a sua rotina, pois trabalho duro, certamente, mais cedo ou mais tarde, vai levá-lo a algum lugar, é nisso que você acredita “com fé”.

Você vê entretanto pessoas à sua volta, pessoas no seu trabalho, na TV, nos jornais, nas revistas, que atingiram invejável sucesso bem na área em que você deseja, sem que você possa explicar o que foi que a pessoa fez. Por que ela é diferente de você? O que ela tem que você não tem? Com quem que ela falou? O que foi que ela fez? Você fica tentando entender, com um certo ar de revolta - eu sou mais esperto/ inteligente/ talentoso, etc., que este fulano - e frustração - eu já suei tanto a camisa até aqui, o que há de errado comigo?

Enquanto isso, “o segredo” que você tanto busca passa na sua frente, tenta fazer contato, grita em seu ouvido, mas você está ocupado demais sendo uma pessoa séria para dar bola. No final das contas, só lhe resta chorar as mágoas pois sua vida não foi do jeito que você queria que fosse…

Se você se identifica na descrição acima, cuidado! Se os resultados que você obteve na vida até agora não são aqueles que você queria, pare e pense se não é a sua atitude empacando o seu caminho!

Fran Christy

Você Vai Gostar de Ler

0 comentários