Pedido

00:50:00

Quantas línguas terei que aprender
Para entender você?
Quantos versos terei que escrever
Para tocar sua alma?
Quantas músicas terei que ouvir
Para dançar contigo?
Quantas estrelas terei que procurar
Para encontrar seu sorriso?

Minha voz desvanece
Na tua ausência.
Meu poema desintegra
Por tua falta.
Dobro minhas pernas
No teu silêncio.
Meu olhar adormece
Sem teu brilho.

Escuto o som preto e branco da tua voz
Me perdendo nas linhas invisíveis das tuas frases.
Congelo meu corpo quente em teus movimentos,
Estico meus braços numa frívola tentativa de te alcançar.

Diga meu nome num sorriso.
Repita num sussurro para que seja um segredo
Entre você e seus ouvidos.

Não importa
No que acredite,
No que defenda,
No que proteja.
Nesse instante serei eu e você.

Se ainda assim você não entender, aceite:

Todos esses versos são teus!

Alexandre Barreto

Você Vai Gostar de Ler

2 comentários