* A necessidade de ser...

10:28:00



Tenho carregado dentro de mim
uma enorme vontade de ser.
Ser alguém para poder dar
e só então, começar de novo.

Imagino uma vela
que protege com sua dura cera
o que tem de mais precioso: o pavio -
responsável pelo dar.

Mesmo com toda dureza,
a cera tem sua primordial função
de proteger o pavio
e ir derretendo-se aos poucos

Derreter para que a luz
possa então iluminar lugares escuros,
aquecer lugares frios;
ser para depois, dar.

A cera em si não tem beleza.
O pavio em si não tem utilidade.
A vela em si é só um objeto,
se não existe alguém para acendê-la

Mas para que isso tudo aconteça,
para que a seqüência tenha a ordem adequada,
preciso antes de mais nada:
Ser...

Ser é resgatar alguém
de quem tenho saudades.
Essencialmente, descolar a máscara
que coloquei para me tornar adequado ao ambiente.

É relembrar minhas próprias vontades,
meus próprios sonhos,
meus próprios gostos e
meu próprio nome.

Ser para depois, dar.
Voltar a acreditar para depois
deixar de ser 'eu' e quem sabe um dia
ser novamente 'nós'.

A incrível capacidade de acreditar
não em relacionamentos,
mas em relacionar!

Alexandre Barreto

*Meu sonho pessoal

Você Vai Gostar de Ler

0 comentários