[Off Topic] Cirque Du Soleil e Giuliani

22:19:00

Sempre achei que escrever ou discutir algo a respeito de política – ou mais precisamente, de políticos – era uma grande perda de tempo pela profundidade que o tema envolve. Mas confesso que minha perplexidade venceu a resistência.

Desde as últimas campanhas eleitorais, o assunto segurança pública nunca foi tão abordado na mídia, especialmente no Rio de Janeiro. Lamentável que somente tenha crescido a abordagem do tema, os índices de violência e o aparecimento de “especialistas em segurança”.

Em paralelo, assistimos letárgicos e estupefatos médicos serem chamados de “vagabundos” e “safados”, professores sofrerem violências em plena luz do dia, policiais sendo mortos dentro de helicópteros. Uma verdadeira demonstração da falência do Estado nunca vista antes.

Os representantes de cada área – Saúde, Segurança e Educação -, tentam demonstrar uma situação de controle e normalidade, fato esse não comprovado por quem precisa de qualquer serviço público, e uma clara demonstração de descaso com o cidadão fluminense.

Esperar que o Governo cumpra o que a Constituição nos garante por Direito, já estava difícil. Mas não levando em conta sua omissão, o Estado agora resolveu ir além: Quer fatias, até então inalienáveis, do nosso salário.

Gostaria de saber se o cidadão de bem deste Estado considera que as operações conhecidas como “Lei Seca” servem mesmo para salvar vidas. Se o objetivo é esse, porque elas não ocorrem em dias de chuva? Porque o cidadão que foi pego dirigindo com “alto” ou “elevado” teor de álcool no sangue não recebe sua multa e pode entregar a direção de seu carro a outro “sóbrio”? E mais: quem faz a aferição dos etilômetros – vulgarmente conhecidos como “bafômetros”?

A imprensa, então, revela a outra face do tema: “Desde janeiro, o Detran-RJ iniciou uma verdadeira caçada aos motoristas que não estão em dia com o IPVA. [...] Segundo a Fazenda, até o início de novembro já havia sido arrecadado mais de R$ 1,4 bilhão, R$ 200 milhões a mais do que o esperado para todo o ano de 2009.”1

Não deve ser estimulada a condução de veículo por pessoa alcoolizada e nem a sonegação de tributos ao Estado, em contrapartida ninguém pode ser julgado por um crime que não cometeu e deixar de usufruir de seus direitos fundamentais. Mas como no Brasil as pessoas que criam as leis não precisam ter conhecimento jurídico – e nem mesmo nível superior – ou comprometimento com a sociedade, convivemos com o absurdo de perdermos nossos veículos sem termos ultrapassado um semáforo vermelho sequer, enquanto um governador ou um presidente que se envolve num “Mensalão” continua impune. Quem você acha que está tirando vidas nos dois casos acima: o motorista ou o governante que desviou os recursos que poderiam ser utilizados para a construção de hospitais?

Não é necessário um olhar atento ou uma busca prolongada para perceber ambulâncias e viaturas oficiais caindo aos pedaços, oferecendo sério risco por toda cidade do Rio de Janeiro – sem mencionar os municípios do interior do Estado. E mais: veículos oficiais com placas apagadas do DETRAN e outros órgãos sendo dirigidos por servidores públicos sem o cinto de segurança, falando livremente ao telefone celular. Veículos que seriam usados para o combate a dengue – lembra dela? Ela não esqueceu de você! – apodrecendo em depósitos. Dois pesos, duas medidas. Mas este não é o ponto.

Há alguns dias foi anunciada a contratação, como consultor de segurança, do ex-prefeito da cidade de New York, Rudolph Giuliani – famoso pelo sucesso na implementação da “Tolerância Zero”. Seria cômico se não fosse trágico. Em situação semelhante, Giuliani, pela bagatela de U$ 4,300,000.002 foi contratado pela cidade do México onde em 2005 obteve êxito, somente, no crescimento financeiro de sua própria conta corrente ao final da consultoria – que foi tão catastrófica quanto inútil.

Espero que Giuliani utilize seus U$ 12,000,000.00/Ano2 pagos pelo cidadão fluminense, para a contratação de seus seguranças particulares, e não sobrecarregue nossos Policiais com mais essa missão, a exemplo da cantora Madonna e seu batalhão de Policiais Militares.

Enfim, depois de tantos questionamentos negativos, fico feliz ao saber que o governo do Estado vai contratar o Cirque du Soleil em Janeiro de 2010 com o espetáculo Quidam. O governador, num raro momento de sobriedade, percebeu que na operação Lei Seca já havia as tendas, bolas iluminadas, os contorcionistas e os palhaços – você desconfia de quem são os palhaços? – Só faltavam mesmo os profissionais...



Alexandre Barreto




Fontes:

1 Jornal O Dia – 10/12/2009
2 http://www.alertatotal.net/2009/12/rudolph-giuliani-e-contratado-por-us-12.html

Você Vai Gostar de Ler

0 comentários